quinta-feira, agosto 10, 2017

Torturados [encadernação]


MANUEL DA SILVA GAYO

Porto, 1911
Livraria Chardron – De Lello & Irmão, editores
1.ª edição
18,6 cm x 12,6 cm
8 págs. + 416 págs.
encadernação de artista (não identificada, imitando o estilo de Victor Santos), inteira em pele com gravação a ouro em ambas as pastas e na lombada, tendo sido esta última acentuada por alto-relevo decorativo entre as nervuras; seixas gravadas a relevo-seco
pouco aparado, sem capas de brochura
exemplar em bom estado de conservação; miolo limpo
ostenta colado no interior das guardas da encadernação o ex-libris de Rogélio Barros Durão
peça de colecção
95,00 eur (IVA e portes incluídos)

Filho do escritor liberal António da Silva Gaio, cujo romance histórico Mário bastou para que a posteridade o não pudesse esquecer, este Manuel notabilizou-se mais pelas ideias de um parnasianismo nacionalista, de um decadentismo simbolista, que partilhava com, por exemplo, António Feijó, ou Eugénio de Castro, ou Gonçalves Crespo.

pedidos para:
telemóvel: 919 746 089